Segunda-Feira, 16 de Dezembro de 2019
Você está aqui: Home Política Sérgio Moro visita o Acre e entrega 127 viaturas

Política

Sérgio Moro visita o Acre e entrega 127 viaturas

Ministro falou sobre o combate ao crime na fronteira

As ruas no entorno da sede do Poder Executivo, no Centro, foram bloqueadas. Um forte esquema de segurança foi montado para receber o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e o secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo. Eles chegaram na capital acreana por volta das 11h desta segunda-feira (18).

A primeira agenda foi realizada no Memorial dos Autonomistas. O ministro e o secretário foram homenageados com a outorga do grau grã-cruz da ordem da estrela do acre, considerada a maior honraria dada a uma pessoa, pelo governo do estado, por ter prestado serviços relevantes ao país.

A solenidade contou com a presença do governador Gladson Cameli, além de outras autoridades do Estado, dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Após as homenagens, o ministro e a comitiva do governador seguiram para o Palácio Rio Branco.

Do lado de fora uma multidão aguardava por Moro.

No local, foram entregues 127 viaturas para atuação das polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros.

As camionetes vão ser divididas em todos os municípios do estado. O investimento é de R$ 14 milhões do Ministério da Justiça e bancada federal. “Essa compra foi propiciada por uma emenda da bancada federal, e é uma bancada que tem dado bastante apoio as pautas da segurança pública” disse Moro.

“Nós criamos as condições de trabalho, agora é policial na rua. Polícia na rua para cumprir o que está na nossa Constituição e passar segurança para o nosso povo”, completou o governador.

Investimento

O ministro e o secretário Guilherme Theophilo anunciaram mais investimentos para o combate ao crime no Acre. Entre eles, a doação de uma aeronave que foi apreendida por envolvimento com o narcotráfico.

Combate às facções

Moro relatou que seu foco é continuar no combate ao crescimento das facções criminosas. No Acre, inclusive, o número de integrantes dessas organizações aumentou nos últimos anos, o que já chegou ao conhecimento do ministro.

“O governo federal tem uma política de melhoria da vigilância das fronteiras o que parte da política de integração entre as forças de Segurança Pública. Entre os projetos nós temos um Centro Integrado de Operações de Fronteira,” explicou o ministro.

Fronteira

Como o Acre é um dos estados do país com as fronteiras mais abertas, o crime organizado e o tráfico de drogas são problemas antigos. Moro disse que pretende fortalecer a segurança nessa região com operações de todas as forças. “Nós não temos dúvidas que é importante sim, aumentar a eficiência do Estado, investigação, processo, prisão, confisco, contra as organizações criminosas. Elas são as principais responsáveis pelos crimes nas regiões metropolitanas e de fronteira.”

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado