Domingo, 15 de Dezembro de 2019
Você está aqui: Home Política Deracre é acusado de cometer improbidade administrativa

Política

Deracre é acusado de cometer improbidade administrativa

Presidente afirma desconhecer as denúncias

A responsável pelos Recursos Humanos da empresa Empreendimentos Teixeira Ltda, Dayane Silva da Costa, em depoimento à Juíza Zenair Ferreira Bueno, da 2ª Vara de Fazenda Pública da Comarca de Rio Branco, alega que o Deracre contratava empresas de “fachada”, para a prestação de serviço na instituição.

De acordo com Dayane, a empresa foi contratada, em outra gestão, para fornecer mão-de-obra ao Deracre com intuito de beneficiar familiares e amigos de indicados políticos que estavam no poder.

O presidente do Deracre Ítalo Medeiros, afirma desconhecer a denúncia e destaca que a empresa atuava em outra gestão. “Só tomamos conhecimento dos fatos hoje pela manhã. Se houver algum erro nós vamos procurar corrigir. Especificamente nesse caso, trata-se de um contrato de 2015. Atualmente nós não temos contrato com essa empresa, e a gente precisa apurar o que realmente aconteceu”.

Quando informado sobre a denúncia de um servidor, afirmando que esse tipo de contratação ainda acontece no órgão, o presidente diz que é preciso apurar todas essas denúncias. “Precisamos conversar com o servidor que fez a denúncia, e havendo algum descompasso com a gestão pública, abriremos um procedimento administrativo para apurar o que está acontecendo. Mas, a princípio nós prezamos pelas regras conforme previsto em contrato”, comenta Medeiros.

A denúncia caracteriza crime de improbidade administrativa, desse modo a juíza Zenair Ferreira, determinou que o processo seja encaminhado ao Grupo de Atuação Especial de Combate à Corrupção (GAECC), do Ministério Público do Acre, para a devida investigação.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado