Mindfulness: que bicho é esse?

Talvez você já tenha ouvido falar nessa palavrinha: Mindfulness, mas de fato, o que é essa prática?

Alguns associam logo a meditação, seria só isso? Vem cá que eu vou te contar um pouco sobre.

Mindfulness é a prática de vivenciar o presente momento de forma consciente, seja ele bom ou ruim, é o viver diretamente e não embasado nos nossos pensamentos. Primeiro você se volta para a sua dor e só após experimentá-la conscientemente, você responde com bondade. Nossos pensamentos são representações da realidade, ao criar consciência deles podemos ver a realidade como ela é de fato e não como achamos que deveria ser.

Na prática de Mindfulness usamos os cinco sentidos (audição, olfato, tato, paladar e visão) para observar o que está ocorrendo no presente momento que está ocorrendo. Estar presente de forma consciente por um momento não é difícil, o que complica é permanecer assim – e isso vai além do seu emocional, tem a ver tendências naturais do cérebro, podemos dizer que ele procura o problema e até certo ponto isso bom, é do instinto antecipar as ameaças que possam ocorrer. No entanto, me parece um pouco angustiante viver dessa forma. Então como driblar isso?

Sabe quando estamos no cinema durante um filme de terror, onde uma das vítimas está escondida, perto de ser pega, e você está tenso na cadeira, agarrado nos braços como se você estivesse na cena? E de repente, você escuta uma respiração ao seu lado e meio que acorda, e pensa “ufa, é só um filme que estou assistindo”. Esse exemplo é usado para explicar um pouco como vivemos no automático.

Na prática Mindfulness, nós escolhemos como responder a determinada situação de forma consciente. No sofrimento conseguimos parar e pensar “O que eu preciso nesse momento?”, nos acolher, ter autocompaixão consigo mesmo, como faríamos com um amigo e assim desenvolvermos o amor próprio, melhorar a autoestima, fortalecer a inteligência emocional e entre diversos outros benefícios. Você pode experimentar Mindfulness através da meditação com a respiração ativa e consciente, e nas atividades do dia-a-dia.

Hoje a coluna se encerra com um DESAFIO: por uma semana, escolha um momento da sua rotina para ter uma experiência sensorial – que tal o café da manhã? Antes de mergulhar na correria do dia – durante esse momento, saboreie ao máximo essa refeição, perceba as sensações que sente a cada momento, como seu corpo reage, o que acontece internamente e externamente. Faça isso até que tenha terminado a atividade escolhida. Isso ajuda a começar a incluir o Mindfulness na sua vida e assim conseguir criar o hábito de estar presente. Há quanto tempo você não aproveita um momento de verdade? Sem se inundar com as preocupações da vida. Vamos praticar juntos? Você não está sozinho (a).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*