Conheça o podcast ‘Leila’, a história de um crime verídico que parou o Brasil no auge da ditadura militar

A história da atriz brasileira, ex-apresentadora, Leila Cravo, na década de 1970 – que foi encontrada nua, machucada, inconsciente em frente a um motel no RJ

Na coluna ‘Os Estagiários’, deste sábado,24, não vai ser indicado um filme ou série, mas o podcast “Leila”, que pode ser encontrado no Spotify. Ele conta a história da atriz brasileira, ex-apresentadora, Leila Cravo, na década de 1970 – que foi encontrada nua, machucada, inconsciente em frente a um motel glamoroso localizado no Rio de Janeiro. O fato ocorreu na madrugada do dia 12 de novembro de 1975, no ponto mais alto da Ditadura Militar.

Ele é dividido em 8 episódios, com em média um pouco mais de 30 minutos cada. Além disso, a história é contada na voz da atriz Leandra Leal.

Sabe aquele momento em que você está procurando algo para assistir e acaba caindo em uma sugestão que nem imaginaria que gostaria de assistir. Foi desse jeito que encontrei esse podcast, “sem querer, querendo”. E não imaginei que iria ouvir todo em um dia, enquanto eu estava fazendo aquela faxina (ah, uma ótima sugestão na hora de lavar a louça).

Desde o início até o fim, fiquei encantada com toda a produção da narrativa. A história é tão bem contada e com detalhes necessários, que em nenhum momento senti vontade: “preciso ver isso”. Não, gostei muito de ouvir (apesar de ser suspeita para falar. A pessoa que vive ouvindo podcast).

Mas, vamos parar de falar da minha experiência, e tentar convencer o porquê você precisar conhecer essa obra. Após Leila Cravo ser encontrada, a informação é era que ela teria se jogado no motel, tentado suicídio. Uma teoria que foi alimentado pela mídia e pelos policiais que investigavam o caso há dias, já que a atriz ainda se encontrava inconsciente. Porém, não era bem assim que a maioria achava que fosse.

Na época do ocorrido, foi um verdadeiro escândalo no país. O caso ficou por semanas repercutindo na mídia, com a maioria das manchetes sensacionalistas, buscando comparações com a vida dela de atriz e a suposta tentativa de cometer o suicídio.

Já dar pra entender que essa suposta tentativa de suicídio não era nada do que realmente tinha acontecido. Isso ficou mais claro, principalmente quando a atriz acordou depois de semanas inconsciente. Mas, “estrago”, havia sido feito. Pois quase não foi noticiado isso, e as pessoas continuaram acreditando nesse fato. Com isso, a ex-apresentadora sofreu de diversas formas psicológicas, por diversos anos.

Dessa forma, você imagina o tanto de trabalhos que ela perdeu, e que a vida dela jamais seria a mesma. Principalmente em uma década que não tinha Setembro Amarelo ou que não eram discutidos sobre doenças mentais. E não podemos esquecer, o Brasil estava no ponto mais alto da ditadura militar.

Enfim, vale muito a pena conhecer essa história e poder ouvir a versão de Leila Cravo. O podcast reúne diversos depoimentos inéditos de familiares, amigos, próximos, pesquisadores, jornalistas e dentro outros – que contam detalhes sobre o fato.

Agora, não posso falar mais, se não ire soltar mais “trocentos” spoilers. Mas te garanto, não irá se arrepender de conhecer.

Ficou curioso? Quer saber mais? Curtiu a indicação? Se for assistir, poste uma foto e marque o nosso Instagram @agazeta.netac. E o meu pessoal @gisele_almeida000

Gisele Almeida é estudante de jornalismo e estagiária no site Agazeta.net

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*