Mãos Talentosas: Um filme que envolve medicina e a superação

18 de outubro foi comemorado o Dia do Médico, ainda em alusão essa data, pensei em um filme que fosse especial a essa comemoração, que mesmo que já tenha passado, é sempre bom relembrar. O escolhido foi a obra cinematográfica Mãos Talentosas.

Uma história baseada em fatos reais, que conta a vida do então médico neurologista Dr. Benjamin Carson, diretor do departamento de Neurocirurgia Pediátrica do hospital Johns Hopkins, interpretado pelo ator americano Cuba Gooding Jr.

Ben nasceu em bairro pobre, precário, e sem muita perspectiva de vida. Além disso, morava com o irmão e a mãe separada, a qual criava os filhos sozinha e analfabeta, mesmo assim era pessoa que sempre acreditou no seu potencial, e que nunca abriu mão de poder fazer de tudo para incentivá-los a estudar. Apesar disso, ele passava por muitos problemas na escola, como o preconceito  por ser afrodescendente, baixo rendimento escolar, tinha muita dificuldade para aprender determinados assuntos, e com isso acabava sofrendo Bullying na escola, pois achavam que ele era incapaz de aprender alguma coisa.

Tendo em vista o mau rendimento, a mãe começou a obrigá-lo ler dois livros por semana, no início era uma peso, mas depois ele descobre um mundo escondido, e que precisava habitar, a Literatura, após isso ele não ver aquilo como uma obrigação, mas algo feito por prazer, e que acaba se tornando parte da sua vida. Por consequência desse ato, depois de anos seguindo esse ritmo na escola, ele consegue uma vaga em uma das universidades mais renomadas do país, a faculdade de Yale, e o levou ao Hospital Antony Hopkins.

Mas ele não imaginava o que estava por vir, um caso especial. Uma mulher que teve gêmeos que nasceram colados pela cabeça. Naquele momento, todos diziam que ele teria que escolher qual dos dois bebês seria salvos, vidas que estavam em suas mãos. Uma cirurgia que levaria 5 meses de preparo, e 22 horas de operação.

Será que ele conseguiu? Os dois bebês foram salvos? O que houve depois de tudo isso?… Se a curiosidade bateu, não perde a oportunidade de se emocionar com essa história.

Curtiu a indicação de filme? Se for assistir, poste uma foto e marque o nosso Instagram @agazeta.netac.

Deixe uma resposta