25-06-21 sweet-tooth-capa

“Sweet Tooth” equilibra lado sombrio e divertido

Série tem potencial para se tornar a nova “Stranger Things” da Netflix

A série Sweet Tooth é inspirada em quadrinhos da DC Comics, a série, no entanto é menos sombria que as histórias em quadrinho, chegando até a ser fofa em diversos momentos, Sweet Tooth é produzida pelo Robert Downey Jr, sim o Homem de Ferro, e por Susan Downey.

A história acontece em um mundo pós-apocalíptico onde um vírus mortal surgiu se espalhando por meio do ar e obrigando as pessoas a usarem máscara e se isolarem, esse vírus dizimou milhões de pessoas. Não estou falando do Sars-Cov-19, o vírus da série é chamado de Flagelo. O momento em que esse vírus aparece é o mesmo momento em que todos os bebês humanos começam a nascer híbridos: metade humano, metade animal.

25-06-21 sweet-tooth-foto1
Nesse momento nós conhecemos o Gus, um garoto híbrido, meio humano e meio cervo, que mora em uma floresta com o seu Paba. Até os 10 anos de idade, Gus vive isolado nessa floresta seguindo as ordens do seu pai, até que um forasteiro os encontra. Parte da humanidade que resistiu ao Flagelo culpa os híbridos pelo vírus, por terem surgido no mesmo momento, esse forasteiro é um dos humanos que deseja a morte do todos os híbridos.

Paba, o pai de Gus, consegue se livrar do homem, no entanto, ele é contaminado pela doença. Uma vez contraída a doença é fatal. Na história, apenas uma pessoa consegue sobreviver à doença, Rani Singh, esposa do médico Aditya Singh.

O médico Aditya Singh é o responsável por encontrar a cura do Flagelo, sua principal motivação é salvar sua esposa, Rani, que foi infectada pela doença. Durante anos o casal conseguiu manter a doença em segredo e controlada utilizando doses de remédios fornecidas por Gladys Bell.

Após a morte de seu Paba, Gus é surpreendido por forasteiros que tentam captura-lo para vender, no entanto ele é salvo por Tommy Jepperd, que era um jogador de futebol, antes do vírus e passou a ser um caçador de híbridos. Gus decide deixar a floresta e seguir Jepperd com o objetivo de chegar até o Colorado, onde ele acredita que sua mãe esteja.

25-06-21 sweet-tooht-foto2
Durante o caminho de Jepperd e Gus é impossível não se apaixonar pelo carisma da dupla, em dado momento da história, eles encontram o exército de crianças que adoram os híbridos, a partir desses acontecimentos, Ursa se junta a eles na aventura.

Sweet Tooth é uma série corajosa de falar sobre vírus mortal e pandemia em um momento onde essas palavras são repetidas o tempo inteiro, no entanto, a série consegue ser empática, divertida e leve. A série tem grande potencial para se tornar a nova Stranger Things da Netflix e conquistar espaço entre os jovens.

Luana Dourado é estagiária no site agazeta.net e estudante de jornalismo.

Deixe uma resposta