Elogios e críticas a projeto Cidade do Povo causam desconforto na câmara dos vereadores

Interessante

Muito interessante o projeto de lei apresentado pelo vereador Fernando Martins (PCdoB). Ele propõe o fim da cobrança de taxas cobradas nos estacionamentos comerciais, disciplinando também o uso dos estacionamentos em hospitais de toda capital.

Isenção

Quem comprovar despesa correspondente a no mínimo 25% do valor da taxa, em estabelecimentos comerciais, estará isento de pagar. A nota fiscal é o documento que comprovará a gratuidade.

Isenção II

Segundo Martins, a proposta também prevê a gratuidade das taxas de estacionamento para os acompanhantes de pacientes em hospitais, clínicas médicas e semelhantes, devendo a gratuidade permanecer durante todo período em que o paciente estiver internado.

Proibido

O projeto propõe ainda que, nos casos de cobrança de valores de estacionamento, que ele não seja superior ao do ticket utilizado nas vias públicas, através do Sistema de Estacionamento Rotativo Pago – “Zona Azul”.

Críticas

Sem papas na língua, a deputada Eliane Sinhasique voltou a criticar a “menina dos olhos” do governador Tião Viana (PT), a Cidade do Povo. A parlamentar questionou o lugar onde foi construído do conjunto habitacional.

Inundadas

O questionamento de Sinhasique veio após a forte chuva que caiu na terça-feira e provocou o transbordamento do Igarapé Judia, em Rio Branco, deixando casas dos bairros Recanto dos Buritis, Cidade do Povo e da comunidade do Ramal da Judia completamente inundadas.

Acusação séria

Eliane fez uma acusação séria e merece a devida atenção. Ela afirmou que uma documentação apresentada pelo Ministério Público “deixou evidente que o Plano Diretor do Município de Rio Branco teria sido modificado de um dia para outro, apenas para atender os interesses da administração estadual”.

Elogios

O líder do PT, deputado Daniel Zen (PT), tratou logo de defender o projeto mais amado do governador. Além de afirmar que a obra foi totalmente elaborada a partir de um estudo de direcionamento de aplicação de zoneamento urbano, ele disse ainda que este projeto habitacional é melhor no âmbito “Minha Casa, Minha Vida”.

Sua obrigação

Pela afirmação, Zen foi muito criticado pelos deputados da oposição. Como líder do governo, o deputado não fez nada além do que sua obrigação. Estranho seria se ele criticasse as ações governamentais.

Outro defensor

Outro que saiu em defesa da Cidade do Povo foi o deputado Jenilson Lopes (PCdoB). Ele foi bastante coerente em seus argumentos. Afirmou que “não se pode permitir que as cidades cresçam para dentro do rio”.

Mudando de partido

Comenta-se nos bastidores da política que o ex-deputado Henrique Afonso (PV) estaria com a pretensão de abandonar seu atual partido. O novo destino seria o PMDB. A finalidade, concorrer à prefeitura de Cruzeiro do Sul.

Mudou de ideia

Até poucos dias atrás, corria comentário de que Henrique se filiaria ao PSDB. Pelo andar da carruagem, ele mudou de ideia mais uma vez.

Pertinente

O deputado estadual Nicolau Júnior (PP) tem feito comentários relevantes quanto a atual situação da BR-364. É necessário ter um olhar diferenciado para essa questão. O que não se precisa no momento é ver a região do Juruá isolada.

Atitude

Outro ponto abordado por Nicolau e que também é muito importante diz respeito ao transporte aéreo. Muitos motoristas encaram a péssima qualidade da BR-364 por não ter condição de bancar uma viagem aérea. Os preços chegam a ser exorbitantes. Já está mais do que na hora das autoridades acreanas colocaram um fim nesta história.

Deixe uma resposta