Há em execução uma migração perigosa de líderes criminosos que deixam grandes centros para locais de fronteiras isoladas do país. Alguns líderes de facções estão escolhendo áreas de fronteira como o Acre para articular tráfico de drogas e armas.

Lula no Acre

Aos que entram em frenesi, é preciso ter calma. Primeiro, o ex-presidente vai perambular pelo Nordeste de carro. Depois, vem para o Norte.

Vitimização

A estratégia de vitimização é, não apenas lógica pela ótica petista, mas já está em execução. E a retórica de que “a Justiça age politicamente”; ou “eu sou mais honesto que os procuradores e que o juiz Moro” pega fácil na população de baixa renda, que também sempre se viu excluída da Justiça a vida inteira. O PT (sobremaneira, Lula) sabe disso. Nesse aspecto, o Nordeste e o Norte são terrenos férteis para esse discurso.

Geografia

A máxima do francês Yves Lacoste de que “a Geografia serve, antes de mais nada, para fazer a guerra” torna-se concreta no Brasil atualmente. E quem trouxe os detalhes foi o senador Jorge Viana (PT/AC), vice-presidente das Relações Exteriores do Senado. Este cargo lhe dá acesso a informações privilegiadas em relação às questões de Defesa e ao Serviço de Informação do Exército.

Geografia II

E o que diz? Há em execução uma migração perigosa de líderes criminosos que deixam os grandes centros urbanos para locais de fronteiras isoladas do país. Alguns líderes em ascensão dentro da estrutura de facções criminosas estão escolhendo áreas de fronteira como o Acre para articular ações de tráfico de drogas e armas. Essa nova Geografia do Crime exige reação do poder público em várias frentes.

Diplomacia contra o crime

Uma delas é o fortalecimento das relações diplomáticas. Essa articulação precisa ser mais ágil do que é atualmente. O Governo do Acre tem mantido agenda relativamente constante nesse aspecto, com a Bolívia sobretudo. Mas, é preciso mais.

Na prática

Na noite desta quinta-feira (20), um exemplo prático ocorreu na cidade de Cobija. Dois integrantes de uma facção criminosa foram presos do outro lado da fronteira e, em poucas horas, estavam algemados do lado de cá, em Brasileia. É claro que a medida é foi uma forma de as autoridades bolivianas atenuarem as relações tensas em razão do brasileiro que foi sequestrado em Epitaciolândia e está em La Paz. Mas, o gesto aponta qual o ritmo adequado da agilidade.

FDN

Para finalizar, as informações trazidas pelo senador dialogam com o que a coluna já havia adiantado: o de que a facção FDN quer manter o controle do tráfico de cocaína no meio pluvial em toda região da Amazônia ocidental.

Abaçaí

A Operação Abaçaí, da Polícia Federal junto com a Controladoria Geral da União, expôs o que lideranças indígenas do Acre já vêm tentando mostrar desde março: a gestão das políticas indigenistas estão fracassadas. Reportagem assinada por Jardel Angelim e Sidney Torres (TV Gazeta), no protesto dos índios Kaxarari, em Rondônia não deixa margem à dúvida. Saúde, Educação e Infraestrura. A agenda é velha, as imagens são as de sempre e o poder público com a eficiência costumeira.

Sugestões, críticas e informações quentinhasdaredacao2@gmail.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*