Vereador de Rio Branco Roberto Duarte (PMDB) liga para informar que não vai sair do Glorioso para migrar para o PSDB.

“Eu fico!”

Vereador de Rio Branco Roberto Duarte (PMDB) liga para informar que não vai sair do Glorioso para migrar para o PSDB. “Gosto do jeito do Rocha fazer política. Eu me identifico com ele. Até tenho afinidades. Mas, eu tenho uma história no PMDB, minha família é ligada ao PMDB desde os tempos do meu pai no Rio Grande do Sul. Eu fico”, explicou o parlamentar.

Boa

Sobre a disputa interna no partido para a Assembleia Legislativa no ano que vem, Duarte se esquiva. “Não vai ser uma briga feia. Vai ser uma briga boa”, diferencia.

Sexta sem lei

A sexta-feira (18) está se desenhando tumultuada. Os caçambeiros prometem parar a Capital, com caminhões e caçambas em frente à Casa Rosada, além do bloqueio das pontes. A negociação com o governo não avançou. O governo disse que só volta a negociar quando o pátio do Deracre for desocupado.

E agora?

Os caçambeiros puxaram a corda. Negam-se a sair do Deracre enquanto não for pago o que foi combinado (R$ 800 mil por mês, relacionados a uma dívida com os caçambeiros que se arrasta desde 2015). Agora, o sindicato da categoria, o Sintraba, diz que o ponto de partida é o pagamento de pelo menos metade da dívida total. Sem isso, nada feito.

Difícil

O que fica difícil de entender é a postura do presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado do Acre, Júlio Farias. Na mobilização anterior (há aproximadamente quatro meses), o vereador Roberto Duarte (PMDB) quis entrar na briga do lado da categoria e propôs até a abertura de uma CPI para investigar possíveis irregularidades. O parlamentar recebeu um sonoro “não” do Sintraba. A categoria não quis ser defendida.

Em tempo

Júlio Farias é suplente de vereador pelo PCdoB.

Marinha

Só para constar: a delegacia da Marinha do Brasil em Rondônia não proibiu a travessia de caminhões e ônibus durante a noite como chegou a ser noticiado em grupos de redes sociais durante o dia. A restrição é para comboios que transportam grãos. E não impactam na travessia do Madeira.

Sugestões, críticas e informações quentinhasdaredacao2@gmail.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*