Livros infantojuvenis para ajudar no inglês

Depois de semanas instáveis e inconstantes, sigo firme na nossa coluna, PROMETO. Essa semana resolvi sugerir algo diferente das últimas vezes. Algo que me ajudou e pode ser que ajude outras pessoas. Inglês nunca foi minha praia, na verdade, morro de preguiça de estudar o idioma e acho chatíssimo. Porém, meu teacher é incrível e torna o processo mais prazeroso. Mas, além das aulas a gente precisa estudar por conta.

Pensando nisso, tentando ler coisas fora da gramática da escola procurei livros alternativos que fossem legais e que eu conseguisse entender. Um amigo meu e ex-teacher – beijo Alláff – me indicou um livro infantojuvenil para começar.

Foi com O Diário de um Banana – Diary of a Wimpy Kid – que eu iniciei, por sugestão dele. O livro é curto, com desenhos que ajudam a entender um pouco a dinâmica de leitura. Por ser um livro indicado para um público mais jovem as palavras são de mais fácil compreensão e usa bastante gírias.

Então são dois pontos positivos. O primeiro a linguagem mais acessível, e o segundo que é te colocar em contato com um vocabulário mais informal, mais popular do que aprendemos nos cursos. Seguindo nesse contexto de leitura, lembrei de um livro que eu costumada adorar quando criança e que não era nacional. Judy Moody me veio na memória, apesar de não lembrar muito bem sobre o que eram as histórias.

Tanto Diary of a Wimpy Kid quanto Judy Moody possuem a mesma pegada infantojuvenil com linguagem fluida, mais fácil e com desenhos. Os dois livros são caracterizados por um inglês intermediário – mas, particularmente, acho que com um bom inglês básico você consegue compreender o contexto geral e pode procurar o que não entender, pelo menos, foi o que eu fiz na época.

Apesar de serem livros para pré-adolescentes, são divertidos, curiosos e até interessantes. Não são bobos, e servem principalmente para adquirir vocabulário em outro idioma. Além disso, todas as duas obras possuem sequência com outros livros, então você pode enriquecer o aprendizado com várias leituras.

E a última dica é onde comprar. Esses livros de inglês em lojas conhecidas aqui no Brasil estão caríssimos. Conseguia comprar antes por R$ 15 até R$ 19 o livro novo na Amazon e na Saraiva, mas o valor deles hoje tá girando em torno de R$ 60, o que eu acho caro. Então, uma solução econômica é comprar em sebos on-lines. O último livro da Judy Moody que eu comprei custou R$ 18 com frete, e mesmo usado está em boas condições e sem marcas. Talvez pesquisar um pouco seja a melhor opção.

Vocês podem mandar críticas, sugestões e mensagens pelo e-mail freitas.pamelarocha@gmail.com

Pâmela Freitas é jornalista formada pela Ufac, pós-graduanda em Jornalismo Digital pela Unyleya e repórter no site Agazeta.net

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*