Supermercados de Cruzeiro do Sul passam por fiscalização

MPAC investiga se há cobrança abusiva no valor dos alimentos

O Ministério Público do Acre (MPAC) instaurou, nesta terça-feira (24), uma investigação sobre suposto aumento de preços em supermercados de Cruzeiro do Sul, devido ao período de pandemia do coronavírus.

A Promotoria Especializada de Defesa do Meio Ambiente do Juruá, que atua na defesa do consumidor, é a responsável por avaliar se os estabelecimentos estão obtendo lucro de forma abusiva.

Os donos de supermercados foram notificados para que informem, em até 48h, se houve aumento no valor dos alimentos, e para apresentarem os preços de compra e revenda.

“Após tomar conhecimento pela imprensa de eventuais abusos nos preços, inspecionei os estabelecimentos comerciais para averiguar tal situação e conversar com os proprietários”, explicou o promotor Iverson Bueno.

O ovo é um dos produtos que teriam sofrido reajuste, por isso, uma granja local também foi oficiada para que esclareça se a produção atual atende a demanda ou se há necessidade de comprar o produto fora da região do Juruá.

A elevação de preços injustificada é uma prática abusiva prevista no Código de Defesa do Consumidor, que prevê aplicação de multa e até mesmo de interdição do estabelecimento.