Segunda-Feira, 06 de Abril de 2020
Você está aqui: Home Cotidiano Acreana que mora na Itália fala sobre situação do país na pandemia

Acreana que mora na Itália fala sobre situação do país na pandemia

Campelo mora na Lombardia, região com mais vítimas

A acreana Ana Clara Campelo concedeu uma entrevista exclusiva ao programa Gazeta Entrevista na tarde desta quinta-feira (26), falando sobre a situação dos italianos com o novo coronavírus.

Campelo mora há dois anos em Milão, Lombardia - Itália, região mais rica do país e mais afetada pelo novo coronavírus. "A Itália foi acometida pelo vírus de um modo impressionante, porque os italianos subestimaram a doença. Na verdade, todos os países têm subestimado esse vírus", comenta.

"Estamos na terceira semana de isolamento social obrigatório, os casos já haviam começado a diminuir, mas voltaram a aumentar esta semana". O vírus possui um período de incubação, por isso, muitas pessoas não apresentam o sinal da doença nos primeiros dias.

O momento é de insegurança para os italianos, tanto para retornarem a vida social quanto para o futuro da economia. "Continua tudo muito incerto sobre o que vai acontecer, quanto tempo isso ainda vai durar. É muito complicado, mas agora todo mundo já percebeu a gravidade da situação", explica Campelo.

"A economia do país foi bastante afetada, mas as medidas foram necessárias para zerar a circulação das pessoas na rua. Agora as pessoas vão se ajudando, quem tem mais dinheiro ajuda quem tem menos. Alguns italianos compram itens a mais no supermercado e deixam na porta da casa de quem não tem condições".

Ana Clara afirma ainda que não são apenas os idosos que estão morrendo acometidos pela doença. "Já morreram pessoas jovens aqui, na casa dos 30 anos, e que inclusive eram atletas, jogadores de futebol. Não são só as pessoas do grupo de risco que morrem", conclui.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado