MPAC apura denúncia de agressão contra jovem em Plácido de Castro

Policiais teriam agredido adolescente por não usar máscara

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) investiga a denúncia, divulgada no último sábado (30), de que policiais militares, integrantes do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), teriam agredido um jovem com transtornos neurológicos e psiquiátricos no município de Plácido de Castro.

A vítima teria sofrido agressões em via pública por se recusar a usar máscara, segundo denunciaram a família e um vereador da cidade.

O promotor de Justiça José Lucivan Nery de Lima instaurou procedimento para apurar a denúncia e solicitou que Conselho Tutelar acompanhe o caso, já que a vítima tem menos de 18 anos.

Também foi solicitado o envio do boletim de ocorrência, entre outros documentos, entre os quais, o exame de corpo de delito e os depoimentos dos envolvidos.