Quarta-Feira, 02 de Dezembro de 2020
Você está aqui: Home Cotidiano Entenda o Transtorno de Borderline que a acreana Raissa Barbosa tem

Entenda o Transtorno de Borderline que a acreana Raissa Barbosa tem

Raissa tem chamado a atenção no reality show A Fazenda

A peoa acreana Raissa Barbosa participante do reality show A Fazenda da Rede Record de Televisão vem chamado atenção devido a episódios de raiva onde a mesma perde completamente o controle de suas ações. A peoa já chegou a quebrar a porta de um banheiro da sede d’A Fazenda com socos, chutes e pontapés.

Durante os episódios de descontrole, Raissa já chegou a jogar água em outros participantes, assim como creme no rosto e também a pular três camas seguidas para confrontar Carol Narizinho, que já foi eliminada do programa, a respeito de uma discussão. A participante Jojo Toddynho chegou a chamar Raissa de Moisés “Ela parecia Moisés andando sobre as águas” disse a peoa em uma conversa descontraída.

Na última discussão que Raissa esteve envolvida, as peoas Mirella, Victoria e Luiza, que foi eliminada na última roça, a confrontaram aos gritos e a chamaram diversas vezes de “louca” com a intenção de desestabilizar a acreana. Os participantes da casa já notaram que o que desestabiliza a peoa é ser chamada de “louca”, “maluca” ou “desequilibrada”.

Raissa por diversas vezes gritou “eu não sou louca” enquanto era contida por Jojo Toddynho. Durante a discussão, Victoria e Mirella por vezes falaram para os participantes soltarem Raissa, na intenção de ver a mesma perder completamente o controle.

Transtorno de Borderline

Esses episódios descontrole da acreana são devido a um transtorno de personalidade chamado “Transtorno de Borderline”. Os pacientes diagnosticados com este transtorno sofrem uma montanha-russa emocional, dificuldade em controlar os impulsos, e tendem a enxergar a si mesmo e aos outros na base do "tudo ou nada".

“O sofrimento causado pelas características deste transtorno, muitas vezes, leva a pessoa a responder de forma “exagerada” a situações cotidianas da vida com grande instabilidade e impulsividade, estando sempre na borda ou no limite para explosões que podem ser dirigidas ao outro ou a si mesmo, podendo ocorrer, tentativas de suicídio ou automutilação” escreveu Salvador Pereireia no blog Psicologia Viva.

Esses episódios de explosão trazem uma sensação de alívio e prazer num curto prazo e em seguida vem o sentimento de culpa. Estudos da Associação Americana de Psiquiatria apontam que entre 1,1 a 2,5% da população sofre deste transtorno, sendo mais predominante na população feminina.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado