Nível das águas do rio Acre continua subindo em Rio Branco

Cota de transbordamento foi ultrapassada nesta quarta-feira

O cenário se repete. Assim como ocorre em quase todos os anos em Rio Branco, mais uma vez o rio Acre ultrapassou a cota de transbordamento, e na primeira medição desta quinta-feira (11) apresentava 14,32 metros. À medida que as águas avançam mais bairros são atingidos.

Na região central, a água já chegou à Rua Barbosa Lima e a quadra que fica próxima a ponte metálica. Um estacionamento ficou completamente inundado. Os balseiros descem o rio a todo o momento e alguns ficam encalhados nas colunas das pontes, o que indica que o nível sobe em um ritmo acelerado.

Os moradores dessas regiões começam a se preocupar. Além disso, eles podem ficar ilhados, já que a passarela que liga o Airton Senna ao bairro Aeroporto Velho, na Baixada Da Sobral, não foi concluída pela Prefeitura de Rio Branco.

Somada a pandemia da covid-19 com os casos aumentando, a capital acreana passa por um surto de dengue. Com as chuvas, os mosquitos se proliferaram nos últimos dias, e agora com o alagamento, o risco aumentou.

A Defesa Civil Municipal atua no controle desses casos e na remoção das famílias. Enquanto isso, o rio segue enchendo. Há previsão de mais chuvas para os próximos dias. Já a Defesa Civil Estadual monitora o comportamento das águas em todo o estado.

Outros riscos ficam ainda mais evidentes com a cheia. A região da ladeira do Bola Preta é sempre um problema. A cada ano a erosão aumenta. Com o avanço das águas, a cratera fica maior. Até parte da calçada já foi danificada e o asfalto apresenta riscos. O local ainda não foi sinalizado.

Os acontecimentos indicam que os próximos dias serão de muitos trabalhos e prejuízos, a exemplo do que ocorreu com a enchente nos igarapés de Rio Branco no último fim de semana. A Prefeitura, inclusive, já decretou situação de emergência por conta disso.