Em Rio Branco, médicos vão manter greve por tempo indeterminado

Paralisação deve contar com a participação de 20% dos profissionaisLuanna Lins para Agazeta.net

Os médicos da saúde municipal decidiram, nesta segunda-feira, 13, dar continuidade à greve iniciada no dia 8 de novembro, em Rio Branco. O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) deliberou a segunda etapa da manifestação, agora por tempo indeterminado, em assembleia realizada na última semana. Dentre os pedidos da classe, está a reformulação do Plano de Cargo Carreira e Remuneração (PCCR).

A greve antes contava com a participação de apenas 10% dos profissionais, mas deve aumentar para 20% a partir desta semana. As unidades de saúde que ficarão sem atendimento médico são as dos bairros São Francisco, Calafate, Seis de Agosto e a Barral y Barral, pela manhã. À tarde, os postos afetados serão os do Taquari, Quinze, Regulação, Aeroporto Velho, Seis de Agosto e também a Barral y Barral.

Segundo o presidente do Sindmed-AC, a categoria entregou proposta do PCCR em julho e até agora não obteve retorno por parte da Prefeitura de Rio Branco. “A gestão se apegou à impossibilidade de concedê-lo por uma questão legal, mas isso não impede que as negociações já tivessem começado há um bom tempo. Se não tem negociação, o movimento continua, e dessa vez, por tempo indeterminado”, afirmou ele.

Deixe uma resposta