Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021
Você está aqui: Home Entretenimento Gazeta Esportiva Programa Recriança completa 28 anos

BANNER GAZETA ESPORTIVA 03

Terça, 30 May 2017 08:19

Programa Recriança completa 28 anos

Written by
Rate this item
(0 votes)

290517-esporte-projetorecrianca-senildomeloO argumento é esportivo, mas o alvo é cidadania

O programa Recriança, organizador de esporte amador da cidade de Rio Branco, completa este mês 28 anos de bons serviços prestados. Com um forte trabalho de inclusão social, coordenado pelo desportista Josemir Calixto, o Mimi, o projeto virou referência no Acre com o argumento de formar atletas, mas, na verdade, o foco tem sido valorizar a formação de cidadãos.

No Recriança, só pratica esportes quem também mantém um bom desempenho na sala de aula. Todos os alunos do projeto têm que estar matriculados na rede municipal ou estadual de ensino. Ou seja, antes das chuteiras ou bolas, os candidatos a jogador de futebol precisam mostrar intimidade na vida acadêmica.

Mimi se orgulha de vários atletas bem sucedidos, na bola e na vida, terem passado pelo projeto (é o caso deste escriba). O goleiro do Atlético Paranaense e campeão Olímpico pela Seleção Brasileira, Weverton, começou na escolinha do Recriança, depois foi para o Juventus, Corinthians e Portuguesa.

“Outro exemplo bem sucedido é Adriano Louzada, ex-atacante do Porto, de Portugal, e Palmeiras, também fez parte da agremiação”, orgulha-se Josemir.

Em 28 anos de existência do projeto, mais de 15 mil atletas já passaram pelo programa. O mais importante é que todas as crianças, de diferentes categorias, podem participar das peneiras para a seleção de talentos.

Mas, o programa Recriança esbarra em falta de apoio por parte do poder público e da iniciativa privada. Sem uma sede própria e sem recursos para a compra de material esportivo, o projeto sobrevive apenas pela persistência do desportista Mimi e de alguns poucos voluntários que colaboram com a causa.

“Se tivéssemos mais atenção por parte das autoridades, talvez mais jovens fossem alcançados pelo programa. Haveria, sem dúvida, uma redução significativa nos índices de violência na Capital”, comentou.

Senildo Melo é repórter e cronista esportivo. Assina a coluna Gazeta Esportiva (no site AGazeta.Net) e o Balanço Esportivo (no programa Balanço Geral/AC).

Read 2046 times Last modified on Terça, 30 May 2017 16:17

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado