Sábado, 30 de Maio de 2020
Você está aqui: Home Entretenimento Quentinhas da Redação Depois de chamar o governo de fraco, sem rumo etc. etc., o ex-assessor diz que o governo de Cameli é “moralmente insalubre”. E prometeu incomodar o governo ao retornar à condição de jornalista novamente
19 Março 2019 Written by 

Depois de chamar o governo de fraco, sem rumo etc. etc., o ex-assessor diz que o governo de Cameli é “moralmente insalubre”. E prometeu incomodar o governo ao retornar à condição de jornalista novamente

Porta voz 

Rogério Wenceslau não poupou o latim para criticar o governo Gladson Cameli. A postagem que fez em uma rede social mostra rancor e relações mal resolvidas, referenciadas estritamente em questões de remuneração não cumpridas. “Vamos desmascarar esse governo logo de uma vez, certo? Eu nunca fui “porta-voz” do governo. Esse cargo não existe na estrutura do governo. Me prometeram esse cargo, me enganaram. Depois me prometeram uma assessoria especial, me enganaram de novo. Depois me ofereceram uma diretoria, aí eu aceitei porque senão eu ia terminar sem nada”. 

Porta voz II 

E continua falando sobre questões relacionadas a acertos combinados e não cumpridos. “Trabalhei quase um mês sem receber nada, e no mês que já estava nomeado, o salário que recebi como “diretor” foi metade do valor que me prometeram quando me chamaram para compor o governo como ‘porta-voz’”. 

Porta-voz III 

Ele inicia o texto falando que a sua escolha para o cargo não existente foi baseada “em mérito próprio” e não por critérios políticos. “Eu nem estou filiado a partido”. 

“Fraude” 

Wenceslau diz que o governo foi uma fraude. “Da parte do governo para comigo foi uma fraude em todos os sentidos. Mesmo assim, de minha parte, cumpri com minha obrigação, e o fiz com zelo e dedicação, como tudo que faço. Quem quiser confirmar pergunte aos repórteres com quem eu conversava todos os dias”.  

Dentro e fora 

Wenceslau disse que desagradou muitos interesses “de dentro” do Governo e “de fora”. “Também bati de frente com os de fora, que também tem interesses escusos, e tentam barganhar através de chantagem. Isso fez de mim uma ameaça ambulante para muitos, e desagradou o governador. Por isso, ele me exonerou”. 

“Moralmente insalubre” 

Depois de chamar o governo de fraco, sem rumo etc. etc., o ex-assessor diz que o governo de Cameli é “moralmente insalubre”. E prometeu incomodar o governo ao retornar à condição de jornalista novamente. Agora, é esperar para ver a sequência de denúncias. 

Ignorar 

Governo não se pronunciou formalmente sobre o assunto. E dificilmente irá se pronunciar. 

Prefeita 

Grupo de mulheres partiu para a defesa da prefeita de Rio Branco, Socorro Neri. Elas entenderam que alguns grupos de opositores à prefeita foram preconceituosos. Confundiram críticas com ofensas. 

Boa Safra 

Dando continuidade à ideia de fortalecer a cadeia produtiva da soja no Acre, acontece o encontro Acre Boa Safra. A brincadeira não é para qualquer agricultor. Quem entende do assunto, como o consultor João Shimada, do Earth Innovation Institute, que esteve por aqui na semana passada, disse que R$ 2,5 milhões é o capital mínimo para se investir no setor.

Caravanas

Na outra ponta, começam a ser organizadas as Caravanas Agroecológicas em encontro a ser realizado entre 9 e 16 de junho aqui no Acre. Ifac é uma das instituições que dá apoio à iniciativa.

Câmara

Vereadora Elzinha Mendonça (PDT) trombou com a presidência da Mesa Diretora. Motivo, claro, não poderia ser outro: cargos. O resultado também não poderia ser outro: pediu para sair da direção da Mesa em que atuava como Segunda Secretária. 

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado