Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020
Você está aqui: Home Entretenimento Quentinhas da Redação Atlas da Violência 2019 mostra um país que não se cansa em superar recordes negativos
06 Junho 2019 Written by 

Atlas da Violência 2019 mostra um país que não se cansa em superar recordes negativos

CONTRA NEGROS

O Acre é o Estado que mais mata negros. É o que diz o Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas e o Fórum Brasileira de Segurança Pública por meio do Atlas da Violência. Para cada grupo de 100 mil pessoas, o Acre mata 65,6 negros. É a maior taxa do país. Lembrando que os dados de referência são do IBGE e o instituto entende como "negros" quem se auto intitula "preto" ou "pardo".

NEGROS

Em 2017, os homicídios de negros eram 63,3% do total de assassinatos do país. O Atlas 2019 registra que esse número aumentou para 75,5%. O cenário de exclusão social e econômica força a retomada do debate relacionando estes fatores à questão de raça.

EXPLICANDO

O Atlas da Violência 2019 mostra um país que não se cansa em superar recordes negativos. O documento deste ano tira uma "fotografia" de 2017. De fato, este foi um ano complicado no Acre. Foi o período dos esquartejamentos mostrados em rede social, execuções seguidas de facções rivais. Foram 65,6 mil homicídios. E devem vir mais notícias negativas para o Acre porque 2018 não foi fácil também, embora menos violento.

QUANDO?

A Secretaria de Estado de Segurança Pública do Acre diz que, nos primeiros cinco meses de 2019, houve queda no número de homicídios comparado ao mesmo período do ano passado. É possível. Menos mal se essa situação se mantiver ao longo do ano. Mas o impacto dessa estatística só será sentida no Atlas da Violência de 2021.

JURUÁ

O Vale do Juruá vai exigir, em breve, uma tomada de decisão do governador Gladson Cameli. O cabo de guerra entre o assessor do governo Vagner Sales e o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, vai exigir uma escolha. Coisas de disputas de paróquia que podem atrapalha a condução macro, que já não vai bem. É parte da rotina de quem está no poder.

SESACRE

A Sesacre não se cansa de produzir fatos negativos. A notícia de que a secretária de Estado de Saúde, Mônica Feres Kanaãn Machado, teve problemas com a Receita em função de empresa que possuía é exemplo. Tá difícil.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado