Domingo, 31 de Maio de 2020
Você está aqui: Home Entretenimento Quentinhas da Redação Os trabalhadores em Saúde definiram uma nova data para greve na categoria: 11 de agosto. É apenas uma referência, já que a paralisação tem que ser referendada por meio de uma assembleia.
23 Julho 2019 Written by 

Os trabalhadores em Saúde definiram uma nova data para greve na categoria: 11 de agosto. É apenas uma referência, já que a paralisação tem que ser referendada por meio de uma assembleia.

NOVA DATA

Os trabalhadores em Saúde definiram uma nova data para greve na categoria: 11 de agosto. É apenas uma referência, já que a paralisação tem que ser referendada por meio de uma assembleia. A primeira data anunciada foi dia 31 de julho, mas teve que ser revista após as conversas que o presidente do Sitesac, Adaílton Cruz, desenvolveu no Vale do Juruá e em outros municípios.

ATÉ

“Até o dia 31 ainda estaremos abertos ao diálogo e depois é cumprir o que já estamos apresentando aos servidores. Nós já temos elementos para fazer uma greve e tanto”, avalia Cruz.

“MUITO BOA”

O sindicalista afirma que é preciso o Governo do Acre efetivar pontos da agenda já iniciados com o ex-secretário de Estado da Saúde Alysson Bestene. O governador Gladson Cameli, lembra Adaílton Cruz, procurou o Sintesac na última sexta-feira (19). O gesto é reconhecido. “A conversa com ele foi boa, muito boa”, admitiu.

POR QUÊ?

A conversa de Gladson Cameli com os sindicalistas foi boa por quê? De acordo com o Sintesac, foram os seguintes pontos pactuados: 1) garantiu não demitir ninguém do Pro Saúde; 2) garantiu que vai conceder a etapa alimentação e 3) garantiu que vai abrir o calendário de reformulação do PCCR e reintegração dos irregulares nesse calendário.

PRÁTICA

“O problema é que já se foram sete meses e nada”, adverte Cruz. Dia 29 de julho (na próxima segunda-feira), o governador prometeu apresentar os avanços aos trabalhadores. Essa data é importante. Caso o governo não acene com o cumprimento dessa agenda combinada com os trabalhadores, a greve será uma consequência quase natural.

SÓ COM MÉDICOS?

“Como não temos certeza [de que o governo cumprirá o que prometeu], a mobilização continua, e agora mais ‘inflamada’ ainda, depois de publicarem uma circular retirando diversos direitos e a secretaria ter negociado com os médicos, somente com eles, o reajuste de plantões”, concluiu o presidente do Sinteac. “O tom está acirrado”.

CLIMÃO

O Sintesac vê a saída do secretário adjunto de Saúde, Wagner Mattos de Moraes, como um exemplo de como anda o clima na gestão. Moraes era um dos coronéis aposentados do Exército, apresentados pela atual secretária de Estado de Saúde, Mônica Kanaan, para trazer eficácia na política da Sesacre.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado