161216-politica-industriabalanco-tvgazeta

2016 é um ano para se esquecer no cenário industrial

Ambiente de crise não é exclusividade acriana

Não foi um ano fácil para a indústria no país. Essa é a avaliação do presidente da Federação da Indústria no Acre (Fieac), José Adriano, já tentando diminuir o peso pela baixa atividade industrial no Acre.

O motivo, segundo ele, foi, a crise nos poderes, na política e na economia. Os conflitos na área política migraram para a economia. Mesmo assim, o presidente acredita que houve avanços em alguns setores.

“Sobretudo a gente [do setor industrial] teve um ano muito difícil, o desalinhamento do Governo do Estado com o Governo Federal é um ponto que a gente não pode descartar. E precisamos manter esse diálogo com o Governo Federal e estamos buscando isso através dos parlamentares”.

Nesse período, o que mais contabilizou prejuízos foi o setor da Construção Civil. Sem obras e recursos para investimentos, muitas empresas tiveram que fechar as portas e os trabalhadores foram demitidos.

O cenário é preocupante. “No Brasil inteiro houve uma retração nesse setor e os reflexos são muito danosos: vai desde a questão da autoestima do trabalhador e também do empresário”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*