Acima da média nacional, taxa de desemprego no Acre cai para 13,8%

Dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, do IBGE

Por Luanna Lins, para Agazeta.net

Uma nova série da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), relacionada ao volume de pessoas sem trabalhar, foi divulgada nesta semana. Os resultados não foram os melhores, mas apontaram um leve reaquecimento no mercado formal, onde o número de trabalhadores desocupados fica menor com o passar dos meses.

Quando se avalia o Brasil, a taxa de desocupação do país no segundo trimestre de 2021 foi de 14,2%. Já no terceiro trimestre, baixou para 12,6%. No Acre, o desemprego também recuou: no segundo trimestre, a taxa de desocupação era de 16,3%, passando para 13,8% no terceiro. A redução no período foi de 2,5%.

Ainda segundo a pesquisa, das 27 unidades da federação, em 20 foi identificado recuo na taxa de desocupação. O levantamento apontou, também, que o rendimento médio mensal no país, para o terceiro trimestre deste ano, foi de R$ 2.459,00. As informações refletem em como a economia do país e dos estados, em particular, está reagindo durante o período pandêmico.

“Essa pesquisa fornece não só os dados da taxa de desocupação, como também de ocupação, o momento dela, em quais setores ela melhorou ou piorou, entre outros. Ela traz todos esses dados que mexem com a economia do país e que, se bem analisados, podem ser objetos de trabalho na atuação do governo e de outras entidades públicas”, informou Marco Fábio, diretor do IBGE/AC.

Deixe uma resposta