271217-cotidiano-acisa-tvgazeta

Acisa quer crédito para formação de capital de giro

Estoque prevendo isolamento com cheia do Madeira

A Associação Comercial e Industrial do Acre (Acisa) vai pressionar bancos para criação de uma linha de crédito específica para formação de capital de giro de pequenas e médias empresas. A medida tem como meta permitir aos empresários terem estoque de mercadorias já prevendo novo isolamento terrestre do Acre com uma possível cheia do Rio Madeira, que já ameaça a BR-364 em território rondonisense.

O Banco da Amazônia já divulgou que, por meio do Fundo Constitucional do Norte, tem R$ 335 milhões para aplicar no Acre em 2018. O foco da Acisa é atender, sobretudo, aos empresários que trabalham com gêneros de primeira necessidade.

Em 2014, o Acre teve que ser abastecido via aérea, com apoio do Governo Federal, o que exigiu ampla articulação política para que não faltassem alimentos básicos. À época, algumas empresas do setor supermercadista já planejavam rotas alternativas para abastecimento. O que a Acisa, agora em 2018, quer é se antecipar ao problema. “E nós vamos tentar viabilizar isso ainda para este mês”, antecipou o presidente da Associação Comercial e Industrial do Acre, Celestino Bento.

Hoje (6), o nível do Rio Madeira já está mais alto do que a cheia histórica de 2014, oscilando em quase 13 metros. Em 2014, o Rio Madeira alcançou nessa época do ano 12,65 metros em Porto Velho. A Defesa Civil do Acre e Rondônia monitoram a quantidade de chuvas que cai em áreas bolivianas (Rio Beni). O rio lá já subiu 3 metros nos últimos 30 dias.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*