010617-cotidiano-vacinaaftosa-tvgazeta

Aftosa: ministério prorroga prazo de vacinação

Idaf tem até dia 10 para atingir meta

Sem atingir a meta no rebanho acriano o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) resolveu prorrogar a campanha de vacinação contra a febre aftosa. Até o momento, somente 65% do alvo foi alcançado.

Os próprios produtores pediram um novo prazo. Agora, a vacinação pode ser feita até o dia 10 de junho e a documentação deve ser entregue ao estado até o dia 15.
De acordo com o diretor-presidente do Idaf, Ronaldo de Queiroz, atribuiu a baixa procura pela vacinação às chuvas dos últimos dias.

“Foram quase duas semanas de muita chuva, dificulta aquele produtor unir aquela quantidade de animais de 0 a 24 meses, que são animais pequenos, colocar num curral pequeno, com muita lama, para vacinar”.

Desde 1999, o Acre não registra casos da doença, o último foi no município de Sena Madureira. Diante disso, o estado se tornou zona livre da aftosa. No Acre, o rebanho é de aproximadamente 3 milhões de cabeças de gado. A meta do Idaf é vacinar 98% do plantel.

Na região de fronteira, a vacinação engloba todo o rebanho, nas demais cidades, somente os gados de 0 a 24 meses.

O produtor que não realizar o procedimento e nem declarar a vacinação, estará proibido de retirar a guia de transporte animal, ficando com o seu rebanho irregular. Além disso, ainda pagará uma multa. “A penalização ainda nesta campanha é de cinco reais por animal não vacinado”, finalizou Queiroz.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*