Agricultores da Transacreana reclamam de falta de obras

Entre os prejuízos para os produtores está o acordo da Prefeitura de Rio Branco com o governo

Com os rios e igarapés baixando suas águas, e o fim do período de chuvas, produtores esperam que os ramais sejam recuperados. Já que segundo eles, no período chuvoso toda a produção fica perdida, causando prejuízo e sofrimento.

O Sindicato dos Extrativistas e Ribeirinhos (Sinpasa) está denunciando que a Prefeitura de Rio Branco e governo do estado do Acre, que fecharam um acordo para a melhoria dos ramais, dividindo as tarefas de acordo com uma planilha apresentada pelo sindicato com os produtores moradores dos ramais.

Acontece que agora existe uma disputa, e enquanto brigam governo e Prefeitura para quem assume as obras dos ramais, as máquinas que deveriam está trabalhando desde o início desse mês, estão paradas.

A prefeitura disse que recuperaria 1200 Km, mas Rio Branco tem quase 3 mil quilômetros de ramal, e o Departamento Nacional Estradas Rodagem (Deracre) não garantiu que entraria no restante. Então o que se sabe é que ambos estão disputando as áreas onde tem mais voto.

O acordo fechado com o sindicato é que além da recuperação da pista, seriam feitos aterros, pontes e drenagem, e até agora poucos pontos existem realmente obras, apenas raspagem.

O Secretário de Agricultura da Prefeitura nega que exista algum conflito com o governo do estado e se o governo estiver trabalhando em algum ramal que seria da Prefeitura não terá problema.  E afirmou que a secretária vai atuar nos 1200 km que foram acordados, apenas não começaram ainda por falta de algumas máquinas. Mas que onde as frentes de serviço chegarem, o serviço será completo.

O Deracre também garante que não existe queda de braço com a Prefeitura de Rio Branco e que vai preparar a planilha para adentrar 700 Km de ramais.

Matéria do repórter Adaílson Oliveira para a TV Gazeta

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*