banner alerta-comsumidor 410 305

Alerta Consumidor: microempresária reclama de empresa de cartão

Acompanhe os detalhes no Gazeta Alerta de hoje

No início do ano, a dona Leila Graciene foi procurada em sua loja de roupas para noivas por um representante de uma companhia brasileira que comercializa máquinas de cartão. Como vantagem, o vendedor disse que a microempresária teria três meses de carência das vendas feitas no cartão. Após o terceiro mês, Graciene pagaria uma taxa. Assim, ela adquiriu o produto.

Mas os problemas da consumidora começaram quando a empresa de cartão cobrou desde o início em que  a máquina foi instalada e não cumpriu com o que havia prometido.

Dona Graciene chegou a passar uma venda de R$ 1.000,00 na máquina, mas só foi depositado pouco mais de R$ 200,00 em sua conta. A proprietária da loja procurou a sede da empresa aqui no estado e foi informada que foi cobrado os valores dos três meses de carência. A empresa alega inúmeras razões para não resolver o problema da cliente, que decidiu cancelar a adesão ao cartão e não consegue.

Esse é mais um caso do Alerta Consumidor, desta sexta-feira (6), que você acompanha a partir das 11h30, na TV Gazeta, Rede Record.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*