03-03-20 COMIDA VENEZUELANOS

Alimentos recusados por presos são doados

Imigrantes e educandário foram beneficiados

A greve de fome iniciada pelos detentos do Complexo Penitenciário de Rio Branco e da Unidade Feminina, beneficiou os imigrantes venezuelanos e as crianças do educandário Santa Margarida nesta terça-feira (3). Foram doados 1.200 kits de café da manhã (pão e café com leite).

Os alimentos estão sendo doados diante de uma iniciativa da direção das unidades, e os agentes de Polícia Penal foram os responsáveis por distribuí-los.

“A gente não pode deixar de produzir. Como foram rejeitados, resolvemos doar para que não se estraguem”, explicou o diretor do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Lucas Gomes.

Caso mais algum alimento seja recusado pelos detentos, a direção informa, que estes também serão doados.

Greve de fome? 

03-03-20 comida presídioDurante revista nas celas do complexo, nesta terça-feira (3), os policiais penais encontraram alimentos armazenados, como pães, bolachas, refrigerantes, sucos e farofa em garrafas pet.

A comida foi retida pela direção da unidade prisional.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*