1809-cotidiano-desafiodoben-cleristom

Amigos do Ben fazem campanha para realizar tratamento

Campanha teve adesão de gente famosa

A divulgação do caso de Benjamin Prince Paulino de Souza gerou comoção e agora, além dos familiares e amigos, artistas e jogadores de futebol estão na campanha “Amigos do Ben”.

O pai de Benjamin, Paulo Souza, iniciou a campanha por doações através de um blog, e agora com a parceria de várias pessoas irá promover uma ação especial no dia das crianças para angariar fundos para o tratamento de Ben. A equipe organizadora fez o “desafio do balde de gelo” aos colegas de imprensa e empresários do estado, os desafiados também terão que contribuir com uma doação para campanha.

Clubes de futebol como o São Paulo, Flamengo, Fluminense e Grêmio doaram camisetas assinadas pelos jogadores para serem leiloadas no evento. Uma camiseta com mais de 200 assinaturas de famosos também foi doada.

O evento será realizado em frente ao Palácio de Rio Branco, no dia 12 de outubro além dos participantes do desafio, os organizadores garantem uma vasta programação.

Entenda o caso

Benjamin Prince Paulino de Souza nasceu no dia 21 de junho de 2010, após quatro dias de nascido, os pais do pequeno notaram que o bebê além de apresentar febre alta estava com a pele amarelada.

Segundo o pai Paulo Souza, Ben (como os pais o chamam) foi levado de volta ao hospital e ficou internado por um período de três dias, até que a equipe médica notou que o estado da criança era grave, e que ele estava com icterícia, síndrome da qual os principais sintomas são febre alta e pele amarelada.

Como o diagnóstico foi tardio, assim como o tratamento da doença, o pequeno Benjamin apresenta paralisia cerebral.

A é chamada de Kernicterus e tem como alternativa de tratamento o uso de células tronco, um procedimento que não causa dores ao paciente e com resultados satisfatórios. Infelizmente o tratamento é caro e também só é realizado em países que permitem o uso destas células, como a China, a Alemanha, Estados Unidos e Peru.

“Após ter a garantia da eficácia no tratamento com células tronco, decidimos em família buscar ajuda através de uma campanha de arrecadação, pois não temos condição de pagar o tratamento já que o mesmo terá um custo de aproximadamente 65 mil dólares. E está agendado para novembro próximo”, afirma Paulo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*