thumb andarilho

Andarilho acreano: mais de meio milhão de quilômetros percorridos

Gilbero Farias conhece 142 países e tem 31 filhos

Quando terminou os estudos, na década de 1980, Gilberto Farias decidiu que iria à Espanha assisistir aos jogos e, claro, torcer pelo Brasil na Copa do Mundo. Até aí tudo bem se não fosse um detalhe: o caminho até o país europeu seria feito sobre duas rodas. Engana-se quem pensou que Gilberto faria o trajeto em uma motocicleta.

Chegar à Espanha de bicicleta foi uma epopeia e tanto. Saindo de Rio Branco, ele percorreu as três Américas até o Canadá. Como pedalar por cima do oceano ainda é impossível, Farias seguiu em uma embarcação até a Noruega. De lá, mais alguns países, milhares de quilômetros e após dois anos, o acreano nascido em seringal pisava em terras espanholas.

O sucesso da primeira viagem foi o impulso para o espírito aventureiro de Gilberto, que resolveu adotar o sobrenome TrottaMondos(Trotta, de andar e Mondos, do latim, que significa mundo). Em exatos 441 dias, ele saiu do Alasca, no Pólo Norte, e só parou na Patagônia, no outro extremo do planeta. Viagem percorrida também de bicicleta por uma das maiores rodovias do mundo: a Panamericana.

“Sempre fui de desafios. Nada é impossível dentro do possível”, revela. A façanha o fez entrar para o livro dos recordes. Uma por cruzar os dois pólos em menor tempo e também como a pessoa que mais percorreu a Terra com a ajuda de uma bicicleta. Ao todo são mais de 500 mil quilômetros e 142 países visitados.

Na década de 1990, TrottaMondos se encontrou com guerrilheiros em plena Guerra do Golfo, no Kwait. Trilhou por uma das regiões mais temidas do planeta: a Faixa de Gaza e foi impedido de entrar no Líbano pela fronteira israelense. AInda assim ele faz uma revelação: “O maior perigo é a estrada. Por causa da falta de respeito dos motoristas.”

Em 33 anos, o andarilho conta que jamais sofreu algum acidente grave. No único incidente, em San Jose, na Costa Rica, acabou se transformando em final feliz. Da mulher que o derrubou, de carro, em uma das ruas da cidade veio um rápido relacionamento e nove meses mais tarde, ela deu luz a gêmeos.

Nessas andanças pelo mundo, Farias conquistou o coração de várias mulheres. Em quatro continentes, o acreano possui 31 filhos de nove nacionalidades. Com a internet, não existe distância. Gilberto revela que sempre está em contato com os ‘herdeiros’ por meio de uma rede social. Casado há sete anos com Dirla Paula, ele argumenta que procurou a mulher ideal durante muito tempo e veio encontrá-la mais perto que esperava: em Rio Branco.

TrottaMondos é definido como um ‘louco admirado’ pelos familiares, amigos e por onde passa. Ele conta com orgulho que jamais precisou pedir um prato de comida e coragem é a palavra fundamental para percorrer os quatro cantos do planeta. Questionado sobre ir embora do Acre, ele interrompe a pergunta surpreso: “Tá doido? Aqui é o paraíso universal. Não troco esse lugar por nenhum outro.”

Deixe uma resposta