Banner kombi

Após 56 anos, Kombi não vai ser mais fabricada no Brasil

No Acre, existe um único modelo disponível para venda

Em 1957, surgia a Kombi. O nome vem do alemão e significa multiuso. E foi justamente por isso que o sucesso do utilitário não demorou muito. Além do transporte de passageiros, ela ajuda a salvar vidas(ambulância), combater a criminalidade(viatura), serve até de moradia e claro, o mais famoso de todos: uma maneira de ganhar dinheiro com o próprio negócio ambulante.

Um dos veículos mais antigos e ainda em fabricação no país, já está com os dias contados. A partir de primeiro de janeiro de 2014, a Kombi sai de circulação. Quem nos explica o motivo é a gerente de vendas da Recol Veículos.

“A Volkswagen não encontrou uma maneira de colocar air bag e freios ABS na Kombi. No ano que vem, este itens são obrigatórios e, por isso, o veículo não vai ser mais produzido”, disse Mireily Carvalho.

Mas antes de deixar o mercado, a Volkswagen preparou uma edição especial. É o último modelo do veículo. Na despedida, a novidade fica por conta da pintura e do acabamento interno que ganharam um aspecto retrô.

Nas laterais, um adesivo identifica a série exclusiva em comemoração aos 56 anos de Kombi no Brasil. Ao todo, são apenas 1200 exemplares. No Acre, existe um único modelo disponível para venda. O valor: R$ 85 mil.

Deixe uma resposta