310717-cotidiano-seca-taianelima 410 305

Bombeiros já se preocupam com aumento de queimadas

Período de estiagem é propício para incêndios florestais

O Sistema de Proteção da Amazônia aponta que a queda de temperatura registrada no final do dia de ontem deve durar até a próxima quinta-feira (16). Após esse período de friagem, a temperatura deve subir novamente.

“Após essa friagem nós teremos altas temperaturas, o clima deve ficar bem mais seco e isso é propicio inclusive para grandes ocorrências que temos todos os anos, de incêndio ambiental”, explicou o Major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão.

Segundo o major, a partir da segunda quinzena de maio o Corpo de Bombeiros do Acre começa a registrar com mais incidência ocorrências de incêndios ambientais. Conforme os meses passam, o número aumenta e chega ao auge nos meses de agosto e setembro, “os dois meses mais críticos são agosto e setembro, totalizando em torno de 6 mil a 7 mil ocorrências de incêndios ambientais urbanos e aqui em Rio Branco compreende praticamente a metade deste numero. Então Corpo de Bombeiros vai começar um trabalho intenso e infelizmente a comunidade também sente essa situação uma vez que a poluição afeta todos nós.”

O major alerta ainda, que a prática é crime passível de multa e até mesmo de prisão, em casos mais graves, “é crime ambiental utilizar-se do fogo para se livrar de entulho ou pra limpeza de terrenos. As pessoas ainda insistem em fazer isso, mas vale lembrar que a penalização pode ir tanto de multa, ao cerceamento da liberdade. Por isso pedimos a compreensão e a consciência ecológica da população, para que não cometa esse tipo de crime.”

Prevenção

Apesar do Corpo de Bombeiros não possuir detectores de fumaça, o que poderia auxiliar no combate aos incêndios, eles utilizam satélites que indicam pontos de foco de calor nas áreas rurais e também atende chamados através do Ciosp.

“Nas queimadas urbanas é muito mais difícil de detectar porque ele (o satélite) não pega pequenas áreas, por isso o Corpo de Bombeiros trabalha com números dados pelo Ciosp, que é justamente o número dado que é justamente o atendimento prático que nós fazemos na área urbana e na área rural nós temos os satélites.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*