221216-cotidiano-comercio-tvgazeta

Calçadão do Terminal Urbano em clima de Natal

Comerciantes sem otimismo no Natal da crise

O Calçadão de Rio Branco está mais movimentado nos últimos dias, com a proximidade do Natal. Os comerciantes e camelôs acreditam que as vendas vão melhorar ainda mais no final de semana. Quem já está garantindo os presentes, afirma que os preços estão altos.

O calçadão sempre foi conhecido como o centro do comércio popular da capital, onde se acha de tudo e com preços acessíveis. Mas com a alta do dólar, muitos produtos oriundos da Bolívia estão com preços semelhantes aos comercializados no Brasil. A aposentada Juliana Lopes constatou isso ao procurar por brinquedos. “Muito caro. Tá muito caro brinquedo pra criança”.

Mesmo assim, Juliana decidiu levar “Tem que fazer um esforço por que não pode deixar criança sem presente”, disse.

E quem está atrás do balcão também ouve outros argumentos nessa temporada de vendas. “Tão reclamando um pouquinho por conta da crise”, afirma o comerciante Júlio Cardoso.

Pra superar a crise e as justificativas pra não gastar, muitos camelôs oferecem a condição de pagamento no cartão. Na barraca de brinquedos do Agildo Júnior, quem paga a vista ganha desconto e se não tiver dinheiro, ele oferece a maquininha. Pra ele, as vendas estão surpreendendo.

“Melhorou muito, 100% do que estava no meio do ano. A expectativa é a melhor possível. Todo mundo tá esperando o 13º pra alavancar ainda mais as vendas”, disse.

E o camelô tem razão. Muita gente, como o caso do funcionário público João Neri, ainda espera o pagamento do 13º salário pra começar a fazer as compras. Mesmo com o dinheiro extra no bolso, o servidor afirma que as compras serão no Calçadão e sem extravagância. “O básico de presentes para os netos e só”, afirma.

Para quem atua no ramo de confecções, o movimento ainda é tímido no calçadão. Os vendedores confiam que nos próximos dias vai melhorar. “Vai aumentar. Até sábado, com certeza aumenta”, espera a vendedora Ana Caroline.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*