010319-protesto-profs

Candidatos a vagas de professores protestam no Centro

Aprovados no último processo da SEE pedem convocação

Na manhã desta sexta-feira (1°), os professores aprovados no último concurso público provisório do Governo do Estado fecharam a Avenida Brasil, no centro de Rio Branco, em frente ao gabinete do governador reivindicando a convocação imediata para o cargo. Ao todos 5 mil profissionais aguardam ser chamados para iniciar o ano letivo.

Uma lei de 2009 e reeditada em dezembro do ano passado pelo então governador Tião Viana, proíbe a contratação de professores que já haviam trabalhado de forma provisória nos últimos 24 meses no estado. A professora Vilcya Carvalho ficou em primeiro lugar no concurso e disse que os aprovados estão sendo prejudicados com a medida. “A gente rira em primeiro lugar, se esforça tanto, e por conta de uma coisa que eles vieram corrigir depois, é que resolvem colocar valendo.”

Os manifestantes conseguiram marcar uma reunião com a Casa Civil para tratar do assunto.

“Caso não seja resolvido a gente vai entrar nos meios cabíveis na justiça, no meio judicial, e também vamos encampar mais manifestações, a gente vai tirar a paz do governo enquanto esse problema não for resolvido”, disse o professor Jorge Neto.

A presidente do Sindicato dos Professores do Acre (Simproac), Alcilene Gurgel, explicou que essa decisão do Governo do Estado, além de prejudicar os aprovados no concurso também deve comprometer o ano letivo, previsto para iniciar no próximo dia 11. “O pessoal pagou inscrição e houve até incentivo da secretaria pro pessoal fazer as inscrições que depois a gente resolve.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*