Malas 2

Cão farejador faz ‘arrastão’ em malas no aeroporto de Cobija

Bagagens de estudantes de medicina são monitoradas

Com a proximidade do fim do ano, vários estudantes brasileiros que estudam na Bolívia voltam aos seus estados para passar as férias com os familiares em terras brasileiras.

No aeroporto Cobija, cidade da Bolívia, capital do departamento de Pando, onde desembarca a maioria dos acreanos estudantes de medicina que vem de Santa Cruz, Cochabamba e La Paz, o movimento cresce em mais de 50%, segundo a polícia local.

Com o aumento no número de passageiros, as bagagens recebem um reforço no momento de passar pela fiscalização no Aeroporto Internacional Cap. Aníbal Arab Fadul.

Com estruturas precárias, sem aparelhos de raio-x para detectar presença de entorpecentes, o monitoramento das malas é por conta do cão farejador.

O cão de raça pastor alemão é quem cuida de ‘enquadrar’ o passageiro que estiver transportando drogas. Todas as malas, obrigatoriamente, são levadas para uma tenda e passam pela fiscalização do animal.

“Querendo ou não, é uma forma de segurança. Talvez a única segurança que se tem neste aeroporto”, disse a estudante de medicina Mayara França.

A Bolívia, Colômbia e o Peru são os maiores produtores mundiais de cocaína.

Deixe uma resposta