Banner CasaMulherRecuperada

Casa de recuperação para mulheres dependentes é reaberta

Além das obras, novos equipamentos também foram adquiridos

Durante 14 anos, Helena Pinheiro foi dependente química. Em 2002, a mulher estava decidida a largar o vício. Além da força de vontade, o apoio de uma casa de recuperação foi importante. Hoje, longe das drogas, Helena é exemplo de determinação.

“Resgatei minha vida aqui. Têm milhares de pessoas precisando resgatar suas próprias vidas e estamos para somar”, revela.

Sem apoio, a casa de recuperação para mulheres fechou às portas. Foram quatro longos anos de espera. Nesta terça-feira, 24, o local reabriu. A reforma custou R$ 50 mil e contou com apoio da prefeitura de Rio Branco.

Além das obras, novos equipamentos também foram adquiridos. “Estamos felizes, reabrindo essa unidade na Vila da Amizade podendo acolher às mulheres que precisam do nosso apoio”, disse o prefeito Marcus Alexandre.

A casa pertence à Associação de Pais e Amigos de Dependentes Químicos, Apadeq. Neste primeiro momento, três mulheres já estão sendo atendidas no espaço. “A casa está aberta e se Deus quiser para não fechar nunca mais”, concluiu o presidente da entidade, Antônio Balica.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*