thumb censojudiciario

Censo do Poder Judiciário é prorrogado até 21 de outubro

Resultado deve sair dentro de seis meses em todo o País

O Censo Nacional do Poder Judiciário foi prorrogado até o dia 21 de outubro para dar mais tempo aos servidores que ainda não responderam ao questionário. O levantamento elaborado pelo Conselho visa traçar o perfil dos servidores da Justiça. Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a decisão de prorrogar o prazo final foi a pedido de tribunais. A pesquisa terminaria ontem (9). 

Até o momento, os servidores do Tribunal de Justiça Militar de São Paulo (TJMSP) foram os mais atuantes, com 92,5% de respostas enviadas ao Censo. Na Justiça Estadual, o tribunal com melhor participação é o do Rio Grande do Sul (TJRS), com 82%.

Mais adesões – Com a prorrogação do prazo de preenchimento do questionário do Censo, o CNJ espera aumentar a adesão de servidores dos tribunais com menor índice no ranking de participação. Poucos tribunais estão com menos de 40% de respostas, como o TRE/DF (30%); o TRT da 3ª Região (32%) e o Tribunal Superior Eleitoral (28%).

O resultado do Censo deve sair dentro de seis meses. O mapeamento pretende levantar os dados sobre o servidor da Justiça brasileira, como grau de satisfação com suas funções, média de horas trabalhadas, nível de escolaridade e deficiências, entre outras questões. Todos os dados são sigilosos e não serão repassados para os tribunais de origem do servidor.

Em novembro, um questionário específico será disponibilizado aos magistrados, para que eles também participem do Censo do Poder Judiciário. O resultado final da pesquisa é aguardado para fevereiro.

*Com CNJ

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*