0509-cotidiano-prontosocorro

Cidadão reclama de “abandono” do Pronto Socorro

Atendimento ambulatorial no PS traz problemas

Secretária de Estado de Saúde, Suely Melo, nega que tenha havido problemas de “falta de médicos” no pronto socorro do Hospital de Urgência e Emergência. Ela alega que há 25 médicos por turno no local. “Não é possível que todos tenham resolvido faltar hoje”, diz.

A secretária sugere que a suposta demora no atendimento seja decorrência do atendimento ambulatorial realizado na unidade. “As pessoas devem procurar as Upas para atendimento ambulatorial e não o pronto socorro”, diz a secretária.

O pronto socorro deve resolver casos de urgência e emergência. Mas, como na região central não há unidades públicas para atendimento ambulatorial, a Sesacre resolveu manter uma parte dos serviços com ambulatórios.

Tecnicamente, deveria canalizar todos os atendimentos para as Unidades de Pronto Atendimento, as Upas. “Temos que rever isso e não descarto a possibilidade de suspender os ambulatórios no PS”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*