thumb-papainoel

Começa Campanha Papai Noel dos Correios em todo o Brasil

Crianças trocam brinquedos por cesta básica e remédios

Começou a nova edição da Campanha Papai Noel dos Correios. A campanha visa dar uma resposta às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e, se possível, atender aos pedidos de presentes feitos por crianças em situação de vulnerabilidade social.

No Acre, os Correios modificaram parte do programa e, nos últimos anos, escolhem duas ou uma escola em áreas carentes para as crianças escreverem as cartinhas, mas são recebidas cartas da comunidade em geral também.

A adoção de cartas é feita da mesma maneira em todo o Brasil. Depois de enviadas pelas crianças, elas são lidas, selecionadas e então disponibilizadas para adoção de algum padrinho.

Interessados em adotar uma carta devem ir a agência dos Correios em seu estado e escolher uma carta. No ato da retirada da carta deverão ser informados nome e telefone de contato.

Os presentes deverão corresponder aos pedidos formulados nas cartas. Não há limite de cartas por padrinho, mas o padrinho é responsável pelas cartas que pegar para adotar.
A empresa pede que nos caso em que será enviado mais de um brinquedo para a mesma criança, se faça em um único pacote, utilizando caixa ou papel pardo.

Caso o brinquedo seja frágil, é aconselhável que ele seja acondicionado de forma adequada, utilizando caixa e que nela esteja escrito de forma visível a palavra “Frágil”.

Bicicletas devem ser entregues, preferencialmente, em caixas. Os presentes deverão ser numerados com a mesma numeração da carta, pois é este número que identificará o endereço da cartinha adotada.

É sugerido que se escreva este número de identificação na embalagem do presente. A entrega do presente deve ser feita nos locais e prazos definidos pelos Correios da localidade. Os Correios informam ser proibida a inserção de qualquer dado para contato posterior pela criança com o padrinho.

Pedidos
Todos os anos, os pedidos das crianças são os mais variados possíveis. Materiais escolares, roupas, bonecas, carrinhos, bicicletas, video-games e outros brinquedos são os mais pedidos. Porém, muitos esquecem das brincadeiras e recorrem a aportunidade para pedirem remédios e cesta básica.

Na edição do ano passado no Acre, os Correios receberem cerca de 400 cartinhas da sociedade e aproximadamente 800 das escolas escolhidas.

Deixe uma resposta