thumb coletivasaude

Comida estragada: órgãos do governo acreditam em sabotagem

Inquérito policial já foi instaurado

Neste final de semana, um fato causou polêmica na capital. Uma denúncia grave sobre a comida servida aos pacientes do setor de nefrologia do Hospital das Clínicas de Rio branco ganhou o noticiário.

Segundo a denúncia, a comida armazenada em dezenas de marmitas estaria estragada e em algumas delas teriam sido encontrados tapurus.

Hoje pela manhã, a secretária de Saúde Suely Melo e a direção da Polícia Civil convocaram a imprensa para falar sobre o caso. Os órgãos do governo acreditam em sabotagem, por tudo isso, um inquérito policial já foi instaurado.

Em uma emissora de TV local, na manhã desta segunda-feira, 18, o governador Tião Viana falou sobre a acusação: “Sei do serviço de nutrição e dietética, de responsabilidade, como trabalham com zelo, o cuidado que a gente tem”. Quanto a uma acusação recente, o governador lembra que a comida foi feita às 18 horas e servida às 19h50. Nesse intervalo de tempo não seria possível surgir o verme. A fase de ovo, pulpa e larva para crescimento é de, no mínimo, 20h. Mesmo se o alimento congelado estivesse estragado e na hora da manipulação tivesse sido contaminado com fungo, teriam sumido com a alta temperatura a que a comida é submetida. “Aquilo foi uma maldade armada por alguém, mas a polícia vai descobrir, vai provar e a população vai ter a verdade”, concluiu.

Deixe uma resposta