Banner tragedia-julião

Conheça o acetileno, um dos gases químicos mais perigosos

Uma semana após a tragédia do Manoel Julião

O dia 13 de maio de 2014 jamais vai ser esquecido. Uma terça-feira que entrou na história. Era inicio de tarde quando um cilindro de gás acetileno explodiu, matou o comerciante João Batista Alencar, feriu outras quatro pessoas e deixou um rastro de destruição que pode ser sentido a dois quilômetros e meio de distância.

Esta é a primeira vez que o Corpo de Bombeiros do Acre registra um acidente envolvendo o material que é utilizado, principalmente, em oficinas mecânicas. Ernilson Barbosa trabalha há 25 anos nesta área. Ele conta que ficou surpreso com a explosão. “Primeira vez que isso ocorreu e é até raro no Brasil”, explicou.

Mas, afinal de contas, o que é o acetileno? Quem nos dá a resposta é o químico Carlos Garção. “O acetileno é um hidrocarboneto que é produzido a partir de derivados de petróleo ou do gás natural. É um combustível extremamente violento, instável e quando entra em explosão, gera uma grande quantidade de calor”, explica.

O acetileno junto com outros gases está no grau 4, o maior da escala, entre os materiais mais inflamáveis. Gilson Mendes trabalha há vinte anos com a venda de materiais químicos. Além disso, ele era amigo da vítima.

O comerciante apontou uma possível causa para a explosão. “O que poderia ter ocorrido nesse caso, no meu entendimento, ele poderia estar transferindo de um cilindro grande para um menor e, provavelmente, houve um vazamento”, argumentou.

Depois do susto, o comerciante revela que vai adotar novas medidas de segurança. “Estou providenciando a retirada do acetileno da loja. Vamos armazenar em outro lugar”, enfatizou.

“Qualquer tipo de combustível, seja gasolina, álcool ou gases, não pode ser acumulado e armazenado em residências. É um risco muito grande, pode provocar uma explosão dessa magnitude e um grande prejuízo para próprias pessoas”, alertou o químico.

Deixe uma resposta