011216-cotidiano-sogropiloto-tvgazeta

Corpo de Miguel Quiroga chega nesta quinta-feira

Sogro de piloto fala à TV Gazeta em Epitaciolândia

A equipe de reportagem da TV Gazeta conversou com o ex-senador boliviano Roger Pinto Molina, sogro do piloto Miguel Quiroga falecido no trágico acidente de avião que transportava a equipe da Chapecoense à cidade colombiana de Medellín.

Molina falou que a família ainda aguarda a chegada do corpo do piloto (previsto para chegar à Cobija no início da noite desta quinta-feira). “Estamos trabalhando para que ele possa chegar”.

Uma aeronave C130 (marca de avião usado pelas Forças Armadas da Bolívia) saiu ontem da Bolívia para ir pegar todos os bolivianos. “A expectativa é que hoje, ao fim desta tarde, ele possa desembarcar no Aeroporto de Cobija”.

A família ainda está muito abalada com o acidente que vitimou 71 pessoas, entre elas, o genro de Molina. “Todo o povo está abalado. E a família, vou repetir, inconsolável. Ele tem três filhos, um pai amoroso, uma pessoa que amava os seus filhos, amava a vida. Uma situação dessas, asseguro, que se ele tem consciência, a alma dele está abalada como a nossa”.

Roger Molina tinha uma ligação muito forte com o genro. Segundo Molina, eles eram grandes amigos. “Ele era um ser humano extraordinário. Um amigo meu, confidente. Acompanhou nossa família por 16 anos”.

O ex-senador da Bolívia aproveitou ainda para pedir perdão. “Nós queremos uma vez mais pedir perdão em nome dele, se cabe à possibilidade, mas um acidente desses envolve muitos fatores. (…) E uma desgraça dessas dificilmente terá uma explicação. (…) Estamos convencidos de que ele fez todo o possível, seguramente, para salvar aquelas vidas, porque era um ser humano que amava a vida, mas, sobretudo, competente”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*