200217-cotidiano-defensoria-tvgazeta2

Defensoria geral promete reivindicar demandas represadas

Núcleos de atendimento e novas contratações

A Defensoria Pública do Estado quer abrir mais dois núcleos de atendimento na Capital e vai reforçar o pedido de mais estrutura e concurso público para a contratação de novos defensores públicos.

A informação foi repassada pela defensora Pública Geral do Acre, Roberta Caminha, durante um evento que foi realizado no Terminal Urbano no centro de Rio Branco.
A Defensoria fez mais um atendimento itinerante, em um dos locais mais movimentados da cidade que é terminal de ônibus no centro da cidade.

Foi mais um canal usado pelos defensores para chegar até a população mais carente. O atendimento que é feito na sede, geralmente é demorado por causa da grande procura pelos serviços.

A defensoria tem outros dois pontos de atendimento diário: na Universidade Federal do Acre e na Firb, uma faculdade particular. A intenção é montar postos em dois grandes polos da cidade: a região da Sobral e outro no Segundo Distrito.

“Essas duas regiões tem um grande número de moradores e conseguindo montar esses atendimentos vamos acabar com as filas na sede. Por isso, o empenho de conseguir esses dois novos pontos”, disse a defensora.

A defensoria ainda enfrenta a falta de defensores no interior do Estado. Tem advogado que atua em até três municípios. O projeto, segundo Roberta Caminha, é buscar do Governo do Estado mais estrutura e concurso público para defensor, ainda este ano.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*