230117-cotidiano-estacaodetratamento-tvgazeta

Depasa explica falta d’água no Cidade do Povo

Manutenção das ETA’s limita produção de água tratada

Moradores do bairro Cidade do Povo reclamam de falta de abastecimento de água na comunidade. Muitos improvisam para conseguir realizar as tarefas mais básicas.

A diarista Maria Helena mora no bairro Cidade do Povo há quase um ano e conta que tem enfrentado o problema de falta de água. O que antes caia em abundância, agora só chega em dias específicos da semana e com hora marcada.

O resultado são caixas vazias e prejuízo nos afazeres domésticos. Para fugir do problema, ela conta com a chuva e, por isso, conseguiu manter um reservatório cheio, mas não sabe por quanto tempo.

“A água só vem quando eles bem querem. Passa de dois dias sem cair água e a gente fica aqui no maior sufoco até torcendo que chova, que venha chuva pra gente encher a caixa”, relata Maria.

Esse problema atinge boa parte do bairro. Os moradores ficam sem conseguir lavar roupa, cozinhar e precisam comprar água para não ficar sem tomar banho. Na região, há muitas famílias com crianças, o que torna a situação ainda mais delicada.

“Está complicado, né? Chega o final de semana, o domingo que é o dia que a gente tem pra fazer os afazeres de casa, como lavar roupa, lavar louça, não cai água”, reclamou o auxiliar contábil, Anderson Carlos Araújo.

De acordo com o Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa), uma das explicações para a falta de abastecimento é a manutenção que está sendo realizada nas duas estações de tratamento de Rio Branco.

A ETA 1 recebeu o último reparo nesta segunda-feira e voltou a funcionar com capacidade total. “Pra gente evitar que tenhamos problemas mais graves futuramente, a gente tá se antecipando, água abundante agora, e queremos garantir que essa manutenção aconteça da melhor forma”, explicou o superintendente do Depasa Rio Branco, Miguel Félix.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*