1908-cotidiano-balsamadeira

Desapropriação gera expectativa em empresários

Menor tempo no transporte de cargas pode ter impacto nos preços

Ocorre na manhã desta quinta-feira a primeira reunião que trata da desapropriação da área de construção da ponte sobre o Rio Madeira. Empresários e industriários do Acre e Rondônia participam dos debates com grande expectativa. O encontro ocorre no Hotel Chalé, em Vista Alegre do Abunã, em Rondônia.

Sem a ponte do Rio Madeira, qualquer discurso sobre integração econômica do Acre com o Brasil passa a ser mera retórica. Somada à falta da ponte com melhor infraestrutura em Epitaciolândia/Brasileia, a ponte do Madeira é uma das maiores ausências da infraestrutura em transporte da região.

Representantes das federações do comércio e das associações comerciais do Acre e Rondônia participam do encontro. Há interesse de Rondônia porque a ponte amplia as possibilidades de comercialização com Peru e com o próprio Acre.

A ponte diminui o tempo de transporte de carga. E essa diminuição possibilita redução de custos. Em tese, há maior possibilidade de que tenha impacto em redução de preços.

 

   

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*