Dia da Amazônia: Funtac realiza cultivação e plantio de mudas

Dia da Amazônia foi instituído pela Lei nº 11.621, de 19 de dezembro de 2007

Como forma de celebrar a importância da maior floresta tropical do mundo, a Amazônia, o governo do Estado, por meio da Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), promoveu neste sábado (4), um plantio simbólico de mudas de árvores da região, na sede, em Rio Branco.

O ato compõe o cronograma do Webinário: Cuidar e valorizar a Amazônia, realizado pela Funtac, que desde terça-feira (1º) está discutindo com diferentes segmentos o atual cenário e estratégias futuras para moradores e investidores falarem sobre a preservação e desenvolvimento da região.

“Concluímos o seminário, com essa ação simbólica de plantar algumas árvores aqui na nossa sede, em comemoração a data 5 setembro, Dia da Amazônia. Nessa oportunidade, também anunciamos que iremos fazer a doação de mil e quinhentas mudas para entidades públicas da capital possam adicioná-las em praças, parques e pistas de caminhada”, relata o diretor-presidente da Funtac, Tom Sérgio Oliveira.

Tanto o webinário, quando a preparação de mudas de árvores, contaram com a parceria da Universidade Federal do Acre (Ufac), que mantém um grupo de pesquisa no Viveiro da Funtac, na cultivação de espécies nativas, como exemplo: Guariúba; Itaúba; Castanheira; Andiroba; Araçá; Sabão de Soldado; Sombreiro, Capoeiro; Biribá; Ipês, entre outras.

“No interior do Estado já distribuímos mais de cinco mil mudas. Junto com a Ufac estamos trabalhando para preparar mais de cinquenta mil mudas para serem plantadas em espaços públicos e recuperar áreas devastadas. Além disso, a Funtac vem promovendo diversas assistências às cooperativas para fortalecer a economia local”, destaca o gestor.

O Dia da Amazônia foi instituído pela Lei nº 11.621, de 19 de dezembro de 2007, com o intuito de conscientizar as pessoas sobre o bioma, que é uma das maiores riqueza do planeta. “Essa data também serve para refletirmos sobre a dimensão da nossa floresta, que é fundamental para o equilíbrio ambiental e climático do mundo. Inclusive, a Amazônia tem grande relevância para não só para a Região Norte, já que ela influencia o regime de chuvas nas áreas do Sul e Sudeste”, pontua o deputado federal, Jesus Sérgio de Menezes.

Siã Txana Nawa, jovem Huni Kuin, de 19 anos, residente no município de Santa Rosa do Purus, esteve presente na atividade de encerramento do webnário, e comentou sobre o ato simbólico em referência ao Dia da Amazônia. “Como eu moro na floresta, eu quero deixar uma mensagem de agradecimento à mãe natureza, por toda riqueza que ela nos oferece. Também quero convocar toda a população para preservá-la, pois a vida de todos depende dela”, disse.

Deixe uma resposta