Banner-diadospais

Dia dos Pais: estimativa de aumento em 20%

Sapato é opção tradicional para presentear

No próximo domingo (10), é o Dia dos Pais. Por enquanto, o movimento no comércio da Capital é tímido, mas a expectativa é que os filhos procurem as lojas nos últimos dias da semana. Como sempre, o calçado é um dos produtos preferidos pelos filhos na hora de escolher o presente.

Vanessa Fernandes vai fazer como a maioria dos filhos: deixar a compra do presente para última hora. “Estou escolhendo ainda, mas provavelmente deve ser um sapato”, disse. Enquanto os filhos esperam, eles já estão de olho e dão a dica do presente desejado para o segundo domingo de agosto. “Quero uma bota, e também vou dar uma bota”, explica o autônomo Pedro Moura.

O calçado é um dos presentes mais procurados para o dia dos pais. Prevendo crescimento nas vendas, uma das redes de calçados do centro encomendou 35 mil pares, que serão acrescentados às prateleiras. A meta é vender 6% a mais que no ano passado. “Essa é a meta, mas queremos ultrapassá-la”, diz o gerente Jefferson Oliveira.

No comércio em geral, a expectativa para o dia dos pais é boa. O otimismo dos lojistas varia. Alguns acreditam que as vendas devem aumentar 10%, enquanto outros apostam em 20% de acréscimo.

Em uma franquia de perfumes, para incrementar as opções, foram montados kit’s que contêm, além do perfume, creme de barbear, loção após barba e toalhinha personalizada com brasão de times de futebol.

Segundo a vendedora, o movimento deve aumentar com a proximidade da data comemorativa. “A gente prevê aumento de 20% nas vendas, que deve ser alcançado nos últimos dias antes da data”, disse Janaína Amélia.

Segundo pesquisa da Fecomercio, 28% dos filhos vão desembolsar em compras para o Dia dos Pais, entre R$ 50 e R$ 100. Outros 18% devem realizar gastos em valores entre R$ 150 e R$ 200.

Nas lojas, as vitrines contry’s da Expoacre são substituídas pela moda pai. Um look completo com calça e camisa pode custar de R$ 200 a 250. Para os comerciantes do ramo, a data comemorativa sempre traz bons resultados. “Normalmente são mulheres que compram, e elas gastam mais”, justifica a gerente Gessiane Magalhães.

Na dúvida do que oferecer ao papai, seu Reginaldo deixa um bom conselho. “A gente prefere o carinho do filho ao presente”.

Deixe uma resposta