thumb telex

Diretor da Telexfree diz estranhar nova derrota

Justiça negou pedido de recuperação judicial

Após o pedido de recuperação judicial negado ontem (24) pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES), o diretor-sócio da Telexfree, Carlos Costa, se pronunciou sobre a decisão.

Em vídeo publicado na página oficial da empresa na rede social, Costa disse ter estranhado a decisão da Justiça e mostrou documentos que comprovam a atividade da empresa desde 2010.

A nova derrota, segundo a decisão do TJES, foi de a empresa não ter dois anos efetivos de atividade. Os advogados da empresa ingressaram com a recuperação judicial na sexta-feira (20) alegando que a medida seria “proteger seus divulgadores e a empresa no Brasil”.

O sócio-diretor da Ympactus S.A, Carlos Costa disse que estranhou a decisão da justiça do Espírito Santo por negar a recuperação judicial.

A empresa, que vende planos de minutos de telefonia de voz sobre protocolo de internet (VoIP na sigla em inglês), foi proibida de operar no final de junho por acusação de praticar pirâmide financeira. A operação do negócio está bloqueada por tempo indeterminado, a pedido do Ministério Público do Acre (MP-AC).

Deixe uma resposta