2208-cotidiano-educacao

Educadores avaliam a metodologia “Liga pela Paz”

Rotina de violência força gestores na busca por soluções

Nesta sexta-feira (22), foi promovido o 1º Fórum de Educação Emocional e Social, com o tema: “Consolidando a cultura da paz e não violência em Rio Branco”. Participaram do evento escolas que implantaram a metodologia “Liga pela paz”. A iniciativa prepara professores e alunos para reconhecer suas emoções e regulá-las, com objetivo de promover a aprendizagem e a redução da violência.

Um dos objetivos do fórum foi avaliar os resultados obtidos até agora com o método. O balanço segundo o secretário municipal de educação, Márcio Batista, é satisfatório. “Esse trabalho tem produzido relações mais pacíficas e harmônicas, temos buscado o equilíbrio das emoções para o ensino”, disse.

Uma turma da escola José Potyguara, localizada na região do Calafate, demonstrou como o método Liga pela Paz funciona na prática. Com a ajuda de símbolos, eles compartilham o que sentem. “Hoje estou feliz”, disse uma das alunas, enquanto colava uma figura com sorriso em um painel.

Os alunos também expuseram em depoimentos o significado do método para eles. A metodologia “Liga pela Paz”, implantada em 2013, já atingiu mais de 10 mil alunos e 400 educadores de 29 escolas de Rio Branco. Durante o Fórum, foi anunciada a parceria da rede municipal de educação com a Secretaria Municipal de Assistência Social. A meta é promover ações de educação emocional e social no contexto familiar.

Também participou das atividades o professor João Roberto Araújo, um estudioso sobre educação emocional, social e cultura de paz. Para ele, trabalhar as emoções é o caminho para melhorar o desempenho escolar dos estudantes. “A criança quando tem as emoções bem compreendidas, resolvidas, aprende melhor os outros temas. Também é uma contribuição importante para reduzir a violência”, comentou o educador.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*