Eleições no Acre: equipe da Energisa é ampliada para garantir que locais de votação não fiquem sem energia

As equipes vão ficar em pontos estratégicos para atender rapidamente qualquer ocorrência

A Energisa montou um plano especial de atuação para garantir que não falte energia nos locais de votação no primeiro turno das eleições, que ocorre em 02 de outubro. As ações de manutenção preventiva, ampliação de equipes e monitoramento em tempo real cobre as 2.124 seções eleitorais distribuídas nos 22 municípios do estado do Acre.

O gerente de Operações da Energisa no Acre, Anderson Rodrigues, conta que o planejamento contou com ações para garantir o pleno fornecimento de energia, dos circuitos que fornecem eletricidade para os locais de votação, visando identificar possíveis necessidades de manutenção preventiva. “Como, por exemplo, a necessidade de substituição de algum componente como isolador ou cabo, ou até mesmo a poda de árvores que estejam próximas aos cabos. Dessa forma, diminuímos a possibilidade de faltar energia no momento da votação”, explicou.

A quantidade de equipes de manutenção de plantão também será ampliada e ficará a postos em pontos estratégicos para atender rapidamente qualquer ocorrência. Tudo será monitorado em tempo real no Centro de Operações Integrada da Energisa, localizado na capital, que vai manter canal direto de contato com os eletricistas nas ruas, call center e Tribunal Regional Eleitoral. “Do Centro de Operações temos uma visão geral do sistema elétrico do estado e podemos direcionar melhor os recursos. Até mesmo o clima será monitorado em tempo real para ajustarmos a estratégia de atuação caso um temporal ocorra”, afirmou.

Anderson lembra que as redes de energia são suscetíveis a ocorrências de falta de energia provocadas por fatores externos não previsíveis como, por exemplos, colisões de veículos contra postes, queimadas, pipas e até a intervenção por pessoas não autorizadas em fios de energia. Por isso, reforça a importância de a população observar os limites de velocidade das ruas, não realizar queimadas ou soltar pipas próximo as redes elétricas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*