250717-cotidiano-br364esburacada-tvgazeta

Em área urbana, BR-364 aumenta risco a condutores

Ciclistas invadem pista e disputam espaço com buracos

A BR-364, no perímetro urbano entre a Via Verde e Estrada da Floresta, tem tirado a paciência dos motoristas. O problema não é recente. Ao longo da estrada são muitos buracos.

No trecho próximo a uma faculdade, encontramos o autônomo Isaque Alves fazendo uma manobra um tanto perigosa. Ele trafegava de bicicleta, mas como o buraco que se formou no asfalto já tomou conta da ciclovia, Isaque desviou da cratera passando pelo meio da pista.

“A pessoa morre se acontecer um acidente. Dinheiro tem para concertar, mas ninguém ajeita. Cada dia que passa fica pior”, reclamou.

E, para quem trafega em carro ou moto, a situação não é diferente. O taxista Márcio Melo Ferreira conta que é difícil trabalhar na estrada com a atual situação. “É um serviço porco que estão fazendo aí. Se você perceber, estão cavando e não estão tampando. Aí vai ocasionar muitos acidentes se continuar do que jeito que tá aí”.

Manter o veículo também tem se torando difícil. “A suspensão é a primeira que quebra… pneu… geralmente, ocasiona muitos prejuízos”, contabilizou Márcio.

A nossa equipe esteve na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte do Acre, órgão responsável pela manutenção das BR’s no Estado, mas fomos informados que o superintendente do departamento, Thiago Caetano, estaria viajando e que ele seria a única pessoa que poderia falar sobre o assunto.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*